O dia Mundial da Obesidade

O dia Mundial da Obesidade antes celebrado em 11 de outubro, passou a ter uma nova data a partir deste ano: 4 de março.

A data unificada tem como objetivo aumentar a conscientização sobre uma doença que afeta quase 20% dos brasileiros, o que representa mais de 41 milhões de pessoas. No mundo, estima-se que haja mais de um bilhão de adultos acima do peso, sendo que 500 milhões são considerados obesos. A enfermidade é fator de risco para doenças cardiovaculares, diabetes, aumento da pressão arterial e apneia do sono, por exemplo.

A principal causa de obesidade é a alimentação inadequada ou excessiva. Para manter o peso ideal é preciso que haja um equilíbrio entre a quantidade de calorias ingeridas e a energia gasta ao longo do dia. Quando há abundância de alimentos e baixa atividade energética, existe o acúmulo de gordura. Por isso, o sedentarismo é o segundo fator importante que contribui para a obesidade.

Além disso, existem os fatores genéticos, em que uma pessoa pode herdar a disposição para obesidade; ter o metabolismo mais lento, o que facilita o acúmulo de gorduras e dificulta o emagrecimento, ou ter aumento de peso por conta das oscilações hormonais.

Também existe uma influência dos fatores psicológicos, quando o estresse ou as frustrações desencadeiam crises de compulsão alimentar.

A melhor forma de tratar a obesidade é adotar mudanças no estilo de vida, com uma dieta equilibrada aliada a um programa de exercícios físicos, sempre sob a supervisão de profissionais nutricionista e educador físico.

Para os casos mais graves, pode ser recomendada também a cirurgia bariátrica, especialmente para quem possui o IMC acima de 35 e também ter doenças associadas à obesidade, e para os que têm IMC acima de 40 e não conseguem emagrecer com outros tratamentos.

Em todos os casos, o acompanhamento de equipe multiprofissional regular é fundamental.

 

.

Via Light Gourmet: Nutrição personalizada
.