O que são minerais e sua importância para saúde e bom funcionamento do organismo

A saúde do ser humano está relacionada com as mais variadas substâncias químicas, como proteínas, carboidratos, vitaminas, lipídios, sais minerais etc. Entre essas substâncias, os minerais ou sais minerais apresentam diversas e importantíssimas funções no organismo humano.

Minerais são micronutrientes (cálcio, fósforo, magnésio, ferro, zinco, cobre, potássio, sódio, manganês, cloro, enxofre, flúor, selênio), compõe 4% do corpo humano e interferem diretamente em vários aspectos da nossa vida.

Trata-se de substâncias inorgânicas, isto é, possuem origem mineral e não podem ser produzidos no organismo de um ser vivo.

Mesmo que não sejam produzidos por nós, os minerais desempenham funções vitais para o organismo, ou seja, a presença deles favorece o equilíbrio e manutenção de funções corporais básicas, como:

Condução de impulsos nervosos;
Atividade e manutenção celular;
Ativação e regulação de atividades de diversas enzimas;
Contração dos músculos;
Realização de processos metabólicos;
Formação dos dentes;
Formação das unhas;
Formação dos ossos.

A importância da presença dos minerais no organismo é indiscutível. Todavia, devemos ter uma alimentação saudável para que todas essas funções possam ser realizadas

Uma alimentação rica em minerais é fundamental, já que a ausência deles também pode acarretar diversos problemas de saúde para o indivíduo. Alguns exemplos são:

  • Osteoporose
  • Anemia
  • Deficiência no crescimento
  • Cãibras
  • Aumento da pressão arterial
  • Dificuldade de destoxificação
  • Disfunção reprodutiva

Por que suplementar?

Ter uma alimentação equilibrada, com a integração de suplementos alimentares é uma forma de eliminar as carências originadas pelo estilo de vida das sociedades modernas.
Os hábitos alimentares ocidentalizados pouco ou quase nunca incluem legumes, frutos e cereais variados. E quando o fazem, os cereais são quase sempre refinados, os frutos frequentemente fora de época e submetidos a baixas temperaturas e longas viagens, muitas vezes amadurecidos artificialmente. Comemos quase todos os alimentos ricos em vitaminas cozidos, desperdiçando a riqueza do alimento fresco.

Quando suplementar?

Os suplementos devem ser administrados em todas as idades ou fases da vida e de forma individualizada sempre com recurso aos profissionais de saúde, quando: a ingestão alimentar de determinado nutriente estiver abaixo da recomendação média considerada para o indivíduo, associada a parâmetros bioquímicos que indiquem deficiência; quando o indivíduo apresentar sinais e sintomas compatíveis com prejuízo de função de determinado nutriente; quando existirem condições de doença que promovam a deficiência de um ou mais nutrientes em particular; doenças crônicas não transmissíveis: Obesidade, Diabetes, DCV, Câncer.

Estudos de suplementação com vitaminas, minerais, compostos bioativos, visando á redução do risco dessas doenças tem apresentado resultados conflitantes. A maioria deles mostra que havendo deficiência os resultados são positivos. Entretanto, em populações cujos indivíduos apresentam estado nutricional adequado, o excesso poderia ter efeitos adversos. Procure sempre um profissional capacitado para fazer sua avaliação e recomendação.